Home Cinema Amizade Desfeita – Crítica

Amizade Desfeita – Crítica

2
0

Amizade Desfeita (Unfriended), nos traz um novo estilo de filme de horror, o terror online, onde ninguém está de corpo presente, é um grupo de amigos que estão conversando pelo Skype, todos juntos compartilhando áudio, vídeo e texto e muitas coisas estranhas começam a acontecer, o espectador vê tudo através do notebook de Blaire Lily (Shelley Hennig) no dia em que completa um ano do suicídio da amiga de infância de Blaire, Laura Barns (Heather Sossaman), que se matou com um tiro, por ter um vídeo humilhante dela vazado na internet por alguém. Durante a conversa do grupo “alguém”, entra na conversa e ninguém consegue tirar esta pessoa, então está pessoa começa a fazer ameaças e então eles descobrem que a conta conectada na conversa do Skype é a de Laura, então muitas coisas estranhas começam a acontecer.

O filme retrata bastante como vive os adolescentes da atual geração, conectados, sempre em contato com os amigos, mas online, raramente pessoalmente. No mundo onde não para de acontecer casos e histórias trágicas, assim como no filme, de mulheres e adolescente que tiveram vídeos divulgados na internet. Esse novo gênero consegue prender o espectador no filme porque nunca se viu nada parecido e tão atual, o fato de ser atual o torna ainda mais popular, porque praticamente todo mundo se identifica, quem nunca estava sozinho em casa e começou a conversar com amigos pelo Skype ou Facebook?

Amizade Desfeita realmente apresenta algo novo, de uma maneira bem interessante, consegue assustar e surpreender em vários momentos e ainda causar aquele suspense que deixa aflito com o que vem a seguir.


Nota: ★★★ (BOM)


(2)

Léo Um engenheiro fanático pelo mundo nerd, viciado em cinema e televisão.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *